Sosa :6
  • Born 3 October 1911 - Lomba, Alvares, Góis, Coimbra, Portugal
  • Deceased 12 January 1997 - Hospital Fernando Fonseca, Amadora, Lisboa, Portugal,aged 85 years old
  • Buried 14 January 1997 - Cemitério do Alto de S. João, Lisboa, Lisboa, Portugal

 Parents

 Spouses and children

 Siblings

 Sources

  • Birth: CRCG, Alvares, Nascimento, N.º 35, 1911 - "Nascimento, N.º 35, 1911" - Góis. Alvares.
    Às 10 horas da manhã do dia 29 de Outubro de 1911 nesta Repartição do Registo Civil desta freguesia de Alvares, concelho de Góis perante mim Manuel dos Santos Ferreira, ajudante do mesmo registo, compareceu Francisco dos Santos de trinta anos trabalhador natural do lugar de Lomba desta freguesia de Alvares e lá residente e domiciliado e declarou: -que às duas horas da tarde do dia 3 do corrente mês nasceu em sua casa um individuo do sexo masculino cujo sexo me foi afirmado pelas três testemunhas abaixo mencionadas, filho legitimo dele declarante e de sua esposa Maria do Carmo de trinta e dois anos de idade, trabalhadora natural do lugar de Escalos do Meio freguesia e concelho de Pedrógão Grande e cujo casamento teve lugar na Igreja Paroquial desta freguesia no dia quinze de Outubro de mil novecentos e um; - neto paterno de João dos Santos e de Maria da Encarnação, trabalhadores, já falecidos naturais desta freguesia e que tiveram último domicilio do digo no referido lugar de Lomba e materno de Manuel Antão e de Maria Jacinta trabalhadores naturais da freguesia e concelho de Pedrógão Grande e residentes e domiciliados no lugar de Castelo do Vale de Armunha da dita freguesia de Pedrógão Grande. E como o declarante não quis indicar o nome próprio para o registando e apenas o de família Santos foi pelas testemunhas declarado que se devia chamar Manuel.
    Foram de tudo testemunhas presentes que declararam ser padrinhos Manuel Antão26 avô materno do registando e Maria Emília, solteira trabalhadora, moradora no mencionado lugar de Lomba. E como o declarante nem estas testemunhas sabem escrever assistiram mais a este voto as testemunhas Teodoro Coelho, solteiro, trabalhador e Manuel Alves Estêvão, casado, funileiro ambos moradores deste lugar e freguesia de Alvares que vão assinar comigo este registo, depois de lido e conferido perante todos. A importância dos emolumentos deste duplicado é de quinhentos reis sendo cem devidos pela menção das testemunhas como padrinhos. Vão colados no duplicado os selos de imposto na importância de trinta e quatro reis - Cons. Registo Civil de Góis
  • Spouse: CRCG, Góis, Alvares, C, N.º 2, 1940 - C, N.º 2, 1940. Alvares.
    Às quinze horas do dia 14 do mês de Janeiro do ano de 1940 neste posto do Registo Civil de Alvares, concelho de Góis, perante mim Manuel dos Santos Ferreira funcionário do Registo Civil, compareceram: o noivo Manuel Santos de 28 anos de idade, de profissão sapateiro no estado de solteiro natural desta freguesia de Alvares e cá domiciliado e residente no lugar de Lomba; filho legítimo de Francisco dos Santos de profissão trabalhador desta freguesia de Alvares e de Maria do Carmo no estado de viúva de profissão domestica natural da freguesia e concelho de Pedrógão Grande, esta residente e domiciliada no dito lugar de Lomba e aquele já falecido; e a noiva Maria Rosa do Carmo de 20 anos de idade, de profissão doméstica no estado de solteira natural desta freguesia de Alvares e cá domiciliada e residente no lugar de Amioso Fundeiro, filha legítima de Manuel do Sacramento Tomé no estado de casado de profissão trabalhador natural desta freguesia de Alvares e de Maria do Carmo Tomé no estado de casada de profissão doméstica natural desta freguesia de Alvares ambos residentes e domiciliados no dito lugar de Amioso Fundeiro e declararam perante mim e as testemunhas adiante nomeadas, que de sua livre vontade desejavam celebrar, como por este acto celebram, o seu casamento segundo o regímen de comunhão de bens. Estando presentes Manuel do Sacramento Tomé e Maria do Carmo Tomé pais da noiva Maria Rosa do Carmo, declararam que concediam à sua filha a necessária autorização para casar com o noivo Manuel Santos.
    Tendo previamente procedido em tudo conforme determina a lei, dei em seguida cumprimento a todas as formalidades do artigo trezentos e cinco do código civil, e, não havendo qualquer impedimento, em nome da lei e da Republica Portuguesa, declarei os contraentes unidos pelo casamento. Foram testemunhas presentes a todo este acto, as quais declararam ser considerados padrinhos João Antão Rosa, casado, trabalhador, Joaquim Fernandes, solteiro, maior, ambos domiciliados no lugar de Amioso Fundeiro, sendo madrinhas Gracinda Lima, casada, doméstica, domiciliada no lugar de Amioso Fundeiro, desta freguesia de Alvares e Lucinda da Conceição, casada, doméstica, domiciliada no lugar de Castelo do Vale de Armunha, freguesia e Concelho de Pedrógão Grande.
    E para constar lavrei este registo definitivo que, depois de ser lido e conferido com o seu extracto, perante todos, vai ser assinado por, pelas testemunhas, pelos noivos e pelo pai da noiva, não assinando as madrinhas por não saberem escrever. - Cons. Registo Civil de Góis

  Photos and archival records

{{ media.title }}

{{ mediasCtrl.getTitle(media, true) }}
{{ media.date_translated }}

 Family Tree Preview

João dos Santos ca 1835- Maria Da Encarnação x 1841-1883 Manuel Antão 1848- Maria Jacinta x 1841-1936
||||






||
Francisco dos Santos 1878-1935 Maria Do Carmo Antão 1876-1958
||



|
Manuel Santos 1911-1997